top of page
  • Foto do escritorceconjf

Mercado de trabalho para Técnicos em Enfermagem

Atualizado: 19 de abr. de 2021



São cerca de dois anos de curso, que incluem aulas teóricas, práticas e estágio – etapa importante para que o aluno comece a acumular experiência no mercado de trabalho.


O curso Técnico em enfermagem disponibiliza disciplinas que habilitam o estudante a dar assistência para pacientes que estão se recuperando de cirurgias, a oferecer primeiros socorros e a dar atendimento de urgência, entre outros conhecimentos.


Quem conclui essa formação também pode trabalhar por conta própria, em clínicas ou em hospitais. 👨‍⚕️


Profissionais da área da saúde sempre foram valorizados, mas, agora, eles estão sendo ainda mais reconhecidos pelos serviços prestados à sociedade. Afinal, eles cuidam de todos e mantêm a saúde e o bem-estar de seus pacientes, ou seja, são essenciais para toda a sociedade.


Por isso, ter uma carreira na área geralmente é uma excelente ideia. Existem diversas profissões que você pode seguir nesse campo, mas, antes de se decidir, é importante verificar como está o mercado de trabalho entre suas opções.


O Técnico em Enfermagem é um curso que vem sendo escolhido pelos estudantes devido às oportunidades que oferece. Pensando nisso, vamos explicar como é o mercado de trabalho para esses profissionais e as áreas de atuação que ele pode abranger. 


Dessa forma, você saberá se esse é um bom caminho para o seu perfil. Confira! 🤓



O mercado de trabalho na saúde é interessante, pois ele é valorizado e dificilmente sofre como as outras áreas, mesmo em momentos de crise. Isto é, ele costuma permanecer aquecido por ser uma área essencial para a sociedade.


Mas, afinal, como é o mercado de trabalho para Técnicos em Enfermagem? Depois de formado, um profissional da área pode trabalhar em clínicas, hospitais, laboratórios, unidades básicas de saúde, serviço domiciliar ou de atendimento pré-hospitalar em urgência e emergência, entre outros. Ou seja, o mercado é bem amplo. 🚑


Além disso, de acordo com a Pesquisa Perfil da Enfermagem, atualmente, existem muito mais vagas para os técnicos do que para enfermeiros na área. Esse estudo, que foi realizado em parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), constatou que 80% das vagas do setor são ocupadas por técnicos e apenas 20% por enfermeiros.


Esses dados mostram como as oportunidades são mais frequentes para os técnicos do que para os demais profissionais da área. Então, realmente vale a pena pensar em fazer esse curso em vez de um superior ou de atuar como auxiliar de enfermagem. 


Diferenças entre os profissionais da equipe de Enfermagem


Para que você entenda exatamente como funciona o mercado de trabalho em Enfermagem, precisamos explicar os diferentes tipos de profissionais que atuam nessa área. Existem 3 tipos de carreiras que buscam oportunidades no meio: auxiliares, técnicos e enfermeiros.


  • Auxiliares: esses profissionais precisam ter o ensino médio completo para exercer essa função. No dia a dia, eles realizam tarefas mais simples.


  • Técnicos: devem ter formação técnica na área. Realizam atividades de média e alta complexidade, ajudam no planejamento do setor, no cuidado dos pacientes e são supervisionados por enfermeiros.


  • Enfermeiros: precisam fazer um curso superior antes de atuar nessa função. Eles possuem mais responsabilidades, como supervisionar os técnicos e auxiliares e são encarregados do planejamento do setor e dos cuidados mais complexos com pacientes.


Como você pode perceber, o técnico tem a formação intermediária na área. Porém, a maior parte das vagas é destinada a esse profissional. Sendo assim, vale dizer que o importante não é apenas o nível do curso feito por um estudante, mas também as oportunidades que são oferecidas após a finalizar a formação. 


Para que o técnico saiba aproveitar essas oportunidades, também é essencial que ele dedique-se à profissão. Existem diversas maneiras de fazer isso, como estudar bastante, fazer um estágio de qualidade e buscar uma especialização técnica em uma das áreas de atuação. Assim, é possível destacar-se dos demais candidatos em uma eventual vaga. 📖





Principais áreas de atuação do Técnico em Enfermagem


O Técnico em Enfermagem pode ser contratado por diversas empresas e, em boa parte delas, ele também consegue atuar em áreas distintas da profissão. Se ele for contratado por um hospital, por exemplo, ele pode ficar na área obstétrica ou na unidade de terapia intensiva. 🏥


Confira as principais áreas da Enfermagem para entender melhor o cotidiano desse profissional.


1. Clínica Geral

Nesse campo, o técnico fica responsável pelo cuidado de diversos tipos de pacientes, sempre supervisionado por um enfermeiro. Esse profissional costuma trabalhar em clínicas e hospitais e na realização de exames. 🧪


2. Urgência e emergência

O técnico da área de urgência cuida de casos em que o paciente corre alto risco de morte, caso nada seja feito rapidamente. A emergência também é um campo que trata de eventos graves, porém, o atendimento depende muito do médico plantonista.

O profissional da Enfermagem deve auxiliar tanto o paciente quanto os outros especialistas para que tudo saia bem. Algumas de suas atividades são: fazer curativos, transportar pacientes e monitorá-los. 🚨


3. Unidade de Terapia Intensiva

Na UTI, o técnico fica responsável por vários cuidados com o paciente, como dar banhos, aplicar medicamentos e fazer curativos. Ainda, o profissional deve fazer punção venosa e manusear diversos itens, como drogas vasoativas e ventiladores mecânicos. 💊


4. Instrumentação Cirúrgica

No centro cirúrgico de um hospital, o técnico é responsável por auxiliar o enfermeiro, anotar informações do procedimento, organizar instrumentos cirúrgicos, ajudar no transporte do paciente, entre outros. Ou seja, ele é uma peça essencial e deve agir de maneira adequada para que a cirurgia ocorra sem maiores dificuldades. 📝


5. Geriátrica

A área geriátrica é uma que está crescendo bastante no mercado de trabalho para Técnicos em Enfermagem. Nela, o serviço do técnico é garantir o bem-estar dos idosos no campo físico, emocional e mental.

O profissional pode ser contratado por clínicas, hospitais e até mesmo pela família para trabalhar na casa do paciente. Tal serviço é conhecido, também, por homecare. 🧓👵


6. Obstétrica

Essa é mais uma área do mercado de trabalho para Técnicos em Enfermagem que, frequentemente, precisa de mais profissionais. O técnico tem como função ajudar as gestantes durante a gravidez, o parto e o pós-parto. O profissional trabalha em hospitais e clínicas especializadas. 🤰


7. Do trabalho

Já a área da enfermagem do trabalho é relativamente nova no Brasil. Nesse campo, o profissional pode ser contratado por várias empresas, como escolas, fábricas e hospitais, para integrar o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). Ou seja, ele é encarregadode cuidar da saúde dos colaboradores da empresa. 👷


Como é o perfil ideal de profissional

Para trabalhar como Técnico em Enfermagem, é necessário buscar qualificação em uma boa escola técnica .

O mercado de trabalho valoriza profissionais que apresentem certificados de escolas bem conceituadas. Candidatos com bom poder de comunicação e que sabem escutar também têm melhores chances nesta profissão. 


Como o Técnico em Enfermagem lida diretamente com o público, também é importante que o profissional saiba se relacionar bem com outras pessoas.


Organização e pontualidade são mais duas características necessárias para quem pretende seguir carreira na área.   

Como você viu, o mercado de trabalho para técnicos em enfermagem é bem amplo. Então, se você deseja conseguir um emprego rapidamente, o ensino técnico realmente pode ser uma ótima opção para o seu perfil.




Fonte:https://www.tecnicageracao.com.br/blog/mercado-de-trabalho-para-tecnico-em-enfermagem/





321 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page