top of page

Excesso de liberdade é contraindicado na adolescência

Prezados Pais,


Espero que esta carta os encontre bem.

Gostaria de aproveitar este momento para compartilhar algumas reflexões sobre um tópico que acredito ser de extrema relevância no que diz respeito ao bem-estar e desenvolvimento saudável dos adolescentes. Como profissional da psicologia, tenho observado com atenção o impacto que o equilíbrio entre liberdade e orientação tem na vida de jovens nesta fase tão importante.



Antes de mais nada, é fundamental reconhecer o valor que vocês atribuem à confiança e independência dos seus filhos. Essa abordagem respeitosa é admirável e, sem dúvida, contribui para o fortalecimento dos laços familiares. Contudo, gostaria de chamar a atenção para os possíveis efeitos negativos do excesso de liberdade na adolescência, pois a busca pelo equilíbrio é essencial.


A adolescência é uma época de transformações profundas, tanto físicas quanto emocionais. Nesse contexto, é natural que os jovens busquem autonomia e independência, testando limites e descobrindo quem são. No entanto, é necessário que essa busca por liberdade seja acompanhada por uma estrutura sólida de orientação e apoio.


O excesso de liberdade desacompanhado de direcionamento pode resultar em consequências catastróficas. Os adolescentes, mesmo que bem-intencionados, podem tomar decisões impulsivas, movidos pelo desejo de experimentar e conhecer o mundo ao seu redor. A ausência de limites claros pode levá-los a se envolver em comportamentos de risco, prejudicando seu bem-estar físico, emocional e social.

Além disso, é importante destacar que a adolescência é uma fase em que o cérebro ainda está em desenvolvimento, especialmente áreas relacionadas ao controle de impulsos e tomada de decisões. Orientação adequada e limites bem definidos auxiliam no desenvolvimento dessas habilidades cruciais, permitindo que os jovens aprendam a avaliar riscos e consequências de forma mais precisa.


Como profissional da área, minha intenção não é sugerir que a liberdade seja suprimida, mas sim que ela seja concedida de maneira consciente e equilibrada. A criação de um ambiente onde os adolescentes se sintam seguros para expressar suas opiniões e explorar, ao mesmo tempo que compreendem os limites e consequências de suas escolhas, é crucial para o seu crescimento saudável.


Encorajo-os a continuarem a investir no diálogo aberto com seus filhos, ouvindo suas preocupações e compartilhando suas próprias perspectivas. Juntos, vocês podem estabelecer um terreno fértil para o desenvolvimento integral, garantindo que a liberdade seja um aliado e não um fator de risco na jornada deles.

Fico à disposição para conversarmos mais sobre esse assunto e explorarmos estratégias específicas para promover um ambiente saudável de desenvolvimento. Sei que a dedicação que vocês têm à bem-estar dos seus filhos é imensa e estou aqui para apoiá-los nesse processo.


Com estima profissional,


NAP – Núcleo de Apoio Psicológico

Sirlene Cirilo - Psicóloga

33 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page