top of page
  • Foto do escritorceconjf

Ensino Técnico ou Superior: qual a melhor opção?




A partir do Ensino Médio, o estudante deve começar a pensar no futuro, para tomar decisões muito importantes, como decidir a profissão e, além disso, escolher entre um curso técnico ou superior.


É essencial que o aluno analise bem as duas opções antes de tomar essa decisão, porque ela vai influenciar bastante o seu futuro. Mesmo assim, a maioria dos estudantes não se atenta a essa questão e se esquece de que escolher entre o ensino técnico ou superior é tão importante quanto definir a profissão. 🤔

As duas alternativas são ótimas escolhas, pois fornecem conhecimento e preparam o aluno para o mercado de trabalho.


Mas, como saber qual é a melhor opção entre elas?


Na verdade, a escolha vai depender muito do perfil do estudante e de seus objetivos.

Pensando nisso, separamos as principais características de cada curso para que você possa analisar qual combina mais com seu propósito e seu perfil. Vamos lá?


Características do Ensino Técnico


Ensino Técnico têm como principal objetivo preparar os estudantes para o mercado de trabalho. Por isso, o foco de ensino é na prática da profissão escolhida, em detrimento à teoria, amplamente abordada no ensino superior, modalidade voltada ao perfil acadêmico. A duração do curso é menor quando comparada aos outros tipos de formação. ⏱️


Dessa maneira, os alunos conseguem entrar rapidamente no mercado de trabalho e ter uma renda mensal, mesmo antes de concluir sua formação. Então, se você deseja encontrar um emprego o quanto antes, o ensino técnico é a melhor opção.


Duração

Uma das principais diferenças entre o ensino técnico e o superior é a duração dos cursos. O técnico dura, em média, de 18 a 24 meses.

Para escolher esse modelo de formação, o estudante deve comprovar que terminou o Ensino Fundamental, mas não é obrigatório ter finalizado o Ensino Médio. Isso não é necessário porque o aluno pode fazer as duas formações ao mesmo tempo. Ou seja, ele pode estudar cada curso em períodos diferentes e garantir o diploma de ambas as formações. 🎓


Se o aluno preferir, no entanto, ele pode fazer um curso técnico após a finalização do Ensino Médio.


Investimento

O investimento para o ensino técnico é relativamente baixo, quando comparado a outras formações. Dependendo do curso escolhido, em média, o valor mensal investido pelo estudante pode variar entre R$ 300 a R$ 400, ao longo da duração integral do curso. Há ainda instituições de ensino técnico que parcelam o investimento no curso por períodos prazos superiores ao de formação, ou seja, o aluno pode parcelar um curso de 24 meses em 36 prestações. 💸


Mercado de trabalho

O mercado de trabalho é muito propício para os técnicos, porque, atualmente, as empresas procuram profissionais com capacitação específica e nem sempre encontram. Ou seja, há muitas vagas disponíveis e os recrutadores têm dificuldades em encontrar profissionais com os requisitos desejados.


Uma das razões para isso acontecer é que boa parte dos brasileiros foca no ensino superior. São poucos os que optam pelo ensino técnico. De acordo com uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2014, apenas 9% dos estudantes do Ensino Médio cursavam uma formação técnica.


Percebe-se, também, que os técnicos formados não conseguem suprir as vagas disponíveis no mercado de trabalho. Sendo assim, esse dado mostra que o ensino técnico é uma excelente opção para quem deseja conseguir rapidamente um emprego, pois existem mais vagas disponíveis do que profissionais formados nesta modalidade. 👩‍🏭


Média salarial

A média salarial de um técnico vai depender muito do curso escolhido e da experiência que ele tem no ramo. Os profissionais que escolhem cursar o Ensino Técnico podem, por exemplo, ganhar até R$ 6 mil por mês, de acordo com o site Guia da Carreira. 👨‍💻


Mas, é claro que essa regra não é aplicável a todos os técnicos formados, e não reflete a média salarial. No geral, comparado com os profissionais que têm apenas o Ensino Médio concluído, um técnico recebe, em média, um salário 20% mais alto, de acordo com pesquisa divulgada pelo Jornal Valor Econômico.  


Características do Ensino Superior

Diferentemente do ensino técnico, o ensino superior exige que os estudantes tenham terminado o Ensino Médio e façam um vestibular para ingressar na graduação. Além disso, destacar que os cursos superiores em geral focam muito mais na parte teórica, em detrimento aos conhecimentos práticos da profissão.


Vestibular

Para entrar no ensino superior, o aluno precisa ser aprovado em um vestibular. Este pode ser feito pela própria instituição ou, ainda, pode ser realizado por meio da nota do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).


Independentemente de qual seja o vestibular, esse tipo de avaliação sempre exige que o aluno demonstre domínio de parte dos conhecimentos adquiridos durante o Ensino Médio. Uma das etapas dessa prova inclui a redação. Então, é preciso se preparar e estudar bastante para conseguir uma boa nota e ingressar no ensino superior. 📚


Duração

A duração é bastante importante na decisão entre o ensino técnico ou superior, porque ela é muito diferente entre uma opção e outra. Um curso superior dura, em média, de 4 a 6 anos. Ou seja, é praticamente o dobro ou até mais do que a duração da formação técnica. 🕦


Investimento

Como a duração é maior, o investimento em um curso superior é proporcionalmente mais alto. Em média, o aluno tem que investir de R$40 mil a R$80 mil, dependendo do curso e da instituição escolhida, caso esta não seja pública. 💰 


Para o ingresso nas universidades públicas, todavia, o processo seletivo, realizado por meio de vestibular, costuma ser mais difícil e as vagas são mais concorridas. Assim, é necessário bastante estudo, o que também demanda tempo. 📖


Mercado de trabalho

Ter um diploma de graduação é muito importante para conquistar um bom trabalho. Entretanto, em tempos de crise econômica, como agora, é comum que vários profissionais graduados fiquem desempregados, porque a quantidade de vagas diminui em vários setores da economia. 😓


Média salarial

Assim como no ensino técnico, a média salarial de quem possui uma formação superior vai depender bastante da área e da experiência do profissional. Mas, em média, quem tem um diploma de graduação ganha 30% mais do que aqueles que não têm formação, de acordo com pesquisa divulgada pelo Jornal Valor Econômico. 💸

Por isso, é preciso analisar que o custo da formação é mais elevado, e nem toda profissão terá um bom retorno. 


Qual é a melhor opção?


As duas opções de ensino são interessantes, pois elas têm como objetivo oferecer conhecimento e preparar o estudante para o mercado de trabalho. Não há uma opção melhor e definitiva entre ensino técnico ou superior, mas sim aquela que mais combina com o seu perfil e os seus objetivos.


Sendo assim, você precisa analisar bem as características citadas aqui e ver quais delas atendem melhor às suas necessidades. Se você deseja encontrar um emprego rapidamente, por exemplo, o ensino técnico é a melhor opção. Ainda, ao ter uma renda, você pode guardar dinheiro para investir cada vez mais em sua educação. 👩‍🎓


Porém, se você pode esperar mais um pouco e deseja ter um conhecimento teórico extenso sobre a profissão, além de poder contar com a possibilidade de ocupar cargos hierarquicamente mais elevados, talvez um curso superior seja o mais adequado.

Então, pesquise todos os detalhes e analise suas prioridades e orçamento antes de decidir entre o ensino técnico ou superior. 


Dessa forma, você descobrirá qual é a melhor opção para o seu perfil. Enquanto você decide entre ensino técnico ou superior, não deixe de visitar o nosso blog para saber mais sobre o assunto!




186 visualizações0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page